a cidade vista de perto

São Paulo foi o presente para os/as mais de 160 ciclistas que participaram da bicicletada de aniversário da cidade. Olhares maravilhados e sorrisos foram derramados pelo centro e por toda a av. Paulista e arredores, num escândalo de alegria e diversão coletiva.

Já na concentração no Ibira, uma das cinco alternativas de saída até a Praça do Ciclista, fomos atacadas/os por palhaços/as distribuidores de abraços, pra começar bem o dia!

BicicletadaJan08-01

BicicletadaJan08-03

Saímos em mais de 30, muitas/os conquistadas/os no parque e no caminho para o grande encontro!

BicicletadaJan08-05

A Praça do Ciclista – um tanto descaracterizada por obras e “limpezas” – ficou tão pequena que precisamos logo ocupar uma das faixas da rua, oba!

BicicletadaJan08-10

BicicletadaJan08-13

BicicletadaJan08-17

BicicletadaJan08-18

BicicletadaJan08-11

BicicletadaJan08-24

A multidão, diversa, linda!

BicicletadaJan08-27

BicicletadaJan08-28

BicicletadaJan08-36

BicicletadaJan08-46

BicicletadaJan08-49

A redescoberta da cidade.

BicicletadaJan08-51

BicicletadaJan08-56

“não sei há quanto tempo num passo por aqui…”

BicicletadaJan08-57

BicicletadaJan08-59

O desejo e a atitude de construir uma cidade melhor. para todos/as.

BicicletadaJan08-62

BicicletadaJan08-64

parabéns a todos e todas que participaram, foi uma bela festa!

BicicletadaJan08-69

29 de fevereiro tem mais!

Quer se divertir mais um pouco?

álbum de fotos contraponto e fuga

relato apocalipse motorizado

fotos ciclobr

fotos edu green

fotos pedalante

relato, vídeo e fotos pedalante

fotos luddista

fotos jonathaj

fotos Mario Amaya

um presente para São Paulo!

A Bicicletada de janeiro cai no aniversário de São Paulo. Ou melhor, o aniversário de São Paulo acontece na mesma data da tradicional Bicicletada paulistana: dia 25, feriado na cidade.

Em janeiro, a Bicicletada começa descentralizada: saindo de 5 pontos da cidade, usuários de transporte não-motorizado seguem até a Praça do Ciclista. A partir das 16h, a massa crítica de janeiro toma as ruas por uma cidade melhor.

.::. A Bicicletada .::.

A Bicicletada é um movimento que existe no Brasil desde 2002, inspirado pelos encontros de Massa Crítica que acontecem em mais de 200 cidades ao redor do planeta. Sempre na última sexta-feira de cada mês, usuários de veículos não-motorizados se encontram para celebrar o transporte inteligente, reivindicar seu espaço nas ruas e o direito de andar com tranquilidade pelas cidades.

A Bicicletada nada mais é do que um espaço de visibilidade, encontro e festa; uma iniciativa horizontal, sem líderes e aberta a todos os cidadãos. A cada mês, no meio das buzinas e da fumaça, esta celebração permite para troca de idéias, a articulação de projetos e a ação direta em busca de uma cidade melhor, onde todos tenham direito de ir e vir com tranqüilidade.

.::. Bicicletada de Janeiro .::.

No aniversário de São Paulo, vamos mostrar que os usuários de veículos não-motorizados exigem respeito. Venha para as ruas celebrar o espaço público e a convivência pacífica no trânsito. Enfeite a sua bicicleta ou venha de patins, skate ou patinete. Traga cartazes e panfletos, convide os amigos e ajude a construir uma cidade melhor.

: . : . : . www.bicicletada.org

: . : . : . relatos, fotos e vídeos: http://tinyurl.com/ypsgr2

: . : . : . panfletos e cartazes: http://tinyurl.com/37cjle

: . : . : . lista de discussão (cadastramento): bicicletada-sp-subscribe@lists.riseup.net

: . : . : . comunidade no orkut: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=33384635

: . : . : . massa crítica – wikipedia: http://pt.wikipedia.org/wiki/Massa_Cr%C3%ADtica_%28evento%29

“se a obra é a soma das penas, pago… mas quero meu troco em poemas.”


(itamar assumpção)

é, começou 2008.

o louco

não vejo melhor maneira de iniciar a caminhada por este ciclo (ainda que artificial) senão replicando algumas combinações de palavras que me tocam.

e renovam as energias para seguir nadando contra a corrente…

 

Nada é impossível de mudar

Desconfiai do mais trivial, na aparência singelo.

E examinai, sobretudo, o que parece habitual.

Suplicamos expressamente: não aceiteis o que é de hábito como coisa natural,

pois em tempo de desordem sangrenta,

de confusão organizada, de arbitrariedade consciente,

de humanidade desumanizada, nada deve parecer natural

nada deve parecer impossível de mudar.


bertolt brecht

 

कारदेोरे

Hoje volto mais descansado para sentir o cansaço que não estava sentindo.

Não entendo a linguagem, tenho cara de árvore.

Rabisco horizontes que chegam a lugar nenhum.

Tento acordar o céu com fósforo e gasolina.

Esqueço, queria te amar.

 

Não é que seja difícil ou cansativo para uma nuvem se mover.

É apenas impossível.

Nuvens devem acreditar no impossível.

 

pedalero

 

Fantasia

E se, de repente

A gente não sentisse

A dor que a gente finge

E sente

Se, de repente

A gente distraísse

O ferro do suplício

Ao som de uma canção

Então, eu te convidaria

Pra uma fantasia

Do meu violão

 

Canta, canta uma esperança

Canta, canta uma alegria

Canta mais

Revirando a noite

Revelando o dia

Noite e dia, noite e dia

 

Canta a canção do homem

Canta a canção da vida

Canta mais

Trabalhando a terra

Entornando o vinho

Canta, canta, canta, canta

 

Canta a canção do gozo

Canta a canção da graça

Canta mais

Preparando a tinta

Enfeitando a praça

Canta, canta, canta, canta

 

Canta a canção de glória

Canta a santa melodia

Canta mais

Revirando a noite

Revelando o dia

Noite e dia, noite e dia

 

chico buarque