8 de março para além de flores e bombons

09mar08

10 mil pessoas coloriram o centro de São Paulo no ato público do dia das mulheres!

DiadasMulheresSP08_0425

“Em nome da liberdade, a igualdade e a fraternidade, a Revolução Francesa proclamou em 1793 a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão. Então, a militante revolucionária Olympia de Gouges propôs a Declaração dos Direitos da Mulher e da Cidadã. A guilhotina cortou-lhe a cabeça.

Meio século depois, outro governo revolucionário, durante a Primeira Comuna de Paris, proclamou o sufrágio universal. Ao mesmo tempo, negou o direito de voto às mulheres, por unanimidade menos um: 899 votos contra, um a favor.

A imperatriz cristã Teodora nunca disse ser revolucionária, nem algo no estilo. Mas, há mil e quinhentos anos, o império bizantino foi, graças a ela, o primeiro lugar do mundo onde o aborto e o divórcio foram direitos das mulheres.”

DiadasMulheresSP08_0020

DiadasMulheresSP08_0111

DiadasMulheresSP08_0079

DiadasMulheresSP08_0070

DiadasMulheresSP08_0060

DiadasMulheresSP08_0053

“Os campos de concentração nasceram na África. Os ingleses iniciaram o experimento, e os alemães o desenvolveram. Depois Hermann Göring aplicou, na Alemanha, o modelo que seu papai havia ensaiado, em 1904, na Namíbia. Os mestres de Joseph Mengele haviam estudado, no campo de concentração da Namíbia, a anatomia das raças inferiores. Os negros e as negras eram as cobaias.”

“Não faltavam amigos para Hitler. A Rockefeller Foundation financiou investigações raciais e racistas da medicina nazi. A Coca-Cola inventou a Fanta, em plena guerra, para o mercado alemão. A IBM tornou possível a identificação e classificação dos judeus, e esta foi a primeira façanha em grande escala do sistema de cartões perfurados.”

“Em 1953, explodiu o protesto operário na Alemanha comunista.

Os trabalhadores lançaram-se às ruas e os tanques soviéticos ocuparam-se em lhes calar a boca. Então Bertolt Brecht propôs: “Não seria mais fácil o governo dissolver o povo e escolher outro?””

DiadasMulheresSP08_0204

DiadasMulheresSP08_0166

“Dois dos Pais Fundadores dos Estados Unidos desvaneceram-se na névoa da história oficial. Ninguém recorda de Robert Carter nem de Gouverner Morris. A amnésia recompensou seus atos. Carter foi o único prócer da independência que libertou seus escravos. Morris, redator da Constituição, opôs-se à cláusula que estabeleceu que um escravo equivalia às três quintas partes de uma pessoa.

“O nascimento de uma nação”, a primeira superprodução de Hollywood, estreou em 1915, na Casa Branca. O presidente, Woodrow Wilson, aplaudiu-a em pé. Ele era o autor dos textos do filme, um hino racista de louvor a Ku Klux Klan.”

DiadasMulheresSP08_0147

DiadasMulheresSP08_0137

DiadasMulheresSP08_0136

DiadasMulheresSP08_0220

DiadasMulheresSP08_0262

DiadasMulheresSP08_0302

DiadasMulheresSP08_0356

DiadasMulheresSP08_0434

DiadasMulheresSP08_0447

DiadasMulheresSP08_0349

DiadasMulheresSP08_0470

trechos do artigo “O paradoxo ambulante“, de Eduardo Galeano. tradução de latuff.

mais fotos aqui ou aqui.



3 Responses to “8 de março para além de flores e bombons”

  1. Eduardo Galeano é tudo! Aprendi muito ao ler “As veias abertas da América Latina”.
    Ele deveria ser leitura obrigatória!
    Abraços a todos e sucesso nessa causa!

  2. Depois visitem o nosso blog… Pedal Sem Fome! http://pedalsemfome.wordpress.com

    []s


  1. 1 A Praça da Matriarca « apocalipse motorizado

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: